sábado, 1 de maio de 2010

Eu quero mesmo é ser mulher!!!!!

O movimento feminista surgiu em uma época onde os direitos das mulheres não existiam... Precisou acontecer algo radical... Encabeçado por Betty Friedan como bem lembrou meu querido amigo virtual Lufe (Aquele do Buteco do Lufe - recomendo!!!)...

O movimento almejou (e alcançou) resultados impressionantes. Na verdade, porque foi um movimento que ecoou dentro de todos - acredito até que dentro de muitos homens....

Mas, cá pra nós: essa coisa de direitos iguais foi uma conversa anterior, que valeu a pena naquela época tão retrógrada, tão solidamente machista, onde as mulheres eram quase que anuladas como pensadoras, produtoras (éramos somente reprodutoras), seres com anseios e necessidades tão ou maiores que os dos homens...

Eu não sou a favor dos direitos iguais, eu não luto por direitos iguais e acho que essa conversa às vezes é manipulatória - do tipo: "vocês não queriam direitos iguais????!!!!! - agora aguentem!!!!!"... Ahhhhh!!!! Meu amigo Lufe!!!!! Parece até que estou de implicância com você!!! Mas não é - aproveitei o gancho!!!!!

Eu sou mulher, eu adoro ser mulher, quero mesmo são meus direitos de mulher... Nossos corpos são diferentes... Nossas cabeças pensam MUITO diferentes... Nossa forma de lidar com amor e sexo é completamente diferente... Nossos sentimentos são singulares... A capacidade que nós mulheres temos de nos aprofundar em uma simples aula de ginástica e fazer daquilo algo quase metafísico é singular.... Nossa forma de encarar um filho também é única... Nossa força física é diferente... Nossa capacidade impecável para complicar algumas coisas muito básicas também é notória!!!! Nossas necessidades são quase que antagônicas às deles!!!!

Eu não quero, não posso, não aguento e não seria justo ter os mesmos direitos dos homens.... Porque também não quero que eles tenham os meus... Isto, ao meu ver, romperia a barreira da minha indivualidade como mulher... Isto já nos mostrou, aos homens e às mulheres, que foi interpretado de maneira errônea por todos (inclusive nós mesmas!!!!!).... Fez com que ficássemos atribuladas demais, fez com que tivéssemos que atropelar nossos limites por inúmeras vezes - algumas tarefas são exclusivas de cada gênero e eu me invado e me atropelo e me desrespeito como mulher, todas as vezes que tenho que tentar desempenhar uma tarefa deles....

Eu adoro os homens, sou fã incondicional deles, por mais que eles não nos entendam!!!!! E nós, os entendemos???!!!!!! Não creio... Eu quero mesmo é que eles sejam muito homens e desempenhem seus papéis com a supremacia que lhes é peculiar... E que - isto sim é fundamental: quero que eles nos respeitem e nos valorizem como merecemos. E como merecemos!!!!!!!

Enquanto isso, eu fico aqui, bem mulher, sublime, só como nós sabemos ser, trocando tudo o mais que temos para trocar uns com os outros - homens e mulheres..... Cada um na sua infinitude de diferenças... Cada um com a capacidade plena de se complementar....

15 comentários:

  1. Clap,clap,clap!!!!!!! Parabéns.
    Fiquei ainda mais seu fã depois dessa.
    Antes de mais nada, quero esclarecer que o meu comment era uma brincadeira, justamente para cutucar a onça com vara curta......rsrs
    Concordo integralmente com tudo que vc disse no seu post.
    No inicio do movimento feminista elas tiveram de radicalizar para brigar por seus direitos básicos. Mercado de trabalho e respeito como individuo eram as principais revindicações. Depois outras foram se juntando ao mote inicial. Arrancaram até soutien em praça publica e os queimaram.
    Radicalismo de um lado, radicalismo do outro.
    “Porque vamos permitir que nos tirem a “Rainha do Lar”, a reprodutora, como vc bem disse, e ainda a treinadora de nossas crias? Como vou ficar sem a “minha mulher” que me recebe sorridente quando chego do trabalho, retira meu sapato, poe meu chinelo, serve-me um drink, isto tudo após ter colocado as crianças para dormir?”
    Reclamavam os homens.
    Betty Friedan era chamada de sapatão. Suas reivindicações eram ridicularizadas, como se as mulheres quisessem tomar o lugar dos homens. Isso é muito recente, o movimento começou no inicio dos anos 60. Demora um pouco a poeira abaixar e podermos avaliar as verdadeiras conquistas. E elas foram enormes. Você é um exemplo disso.
    Ainda sobram alguns resquícios de radicalismo e certamente você conhece varias mulheres que lutam para ser homens e vários homens que lutam para mantê-las dominadas e na cozinha. A mulher tem suas particularidades e os homens também. A graça estar em se respeitar, a aprendermos a viver como parceiros e com virtudes complementares. Lu, eu também adoro mulher, mulher.
    Ah! E pode implicar comigo, acho ótimo.
    Opiniões antagônicas, quando discutidas com civilidade, propiciam o crescimento, falei serio agora, né.....rs

    ResponderExcluir
  2. Lu, Postei agora especialmente para vc.
    A sua indignação foi linda!
    O cara falou tudo que eu penso e não tenho a sensibilidade para escrever.

    ResponderExcluir
  3. Pois acabo de responder meu querido!!!!
    Eu só não tive palavras para responder...
    Mas me manifestei....

    ResponderExcluir
  4. P.S.: e gosto de ser provocada... escrevo melhor!!!!

    ResponderExcluir
  5. Escreve com mais emoção!O texto vibra!
    E responde rapido tambem.....rs

    ResponderExcluir
  6. Xará... vc já pensou em publicar um livro? Você escreve como uma escritora, com uma genialidade... você consegue transformar num texto lindo, coisas que nós mulheres pensamos e acreditamos numa forma singular... Parabéns!!!!! eu sou uma LuMenezes de poucas palavras, me expresso pelas minhas imagens... estou impressionada e lisongeada pelo seu talento!!!!
    PS> vi sua visita e seu comentário no meu blog... obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Parabens pelo seu blog, muito inteligente e criativo.Como escritor sinalizo muita expressividade no que você escreve, acho que a essência do seu conteúdo é um reflexo de sua forte personalidade.Sem querer garimpei um espaço virtual inteligente, sua vião feminina sobre "Direitos iguais" está excelente, chega de mulher internet, aquela que só funciona se tiver um provedor...A mulher deve ocupar seu espaço, que está ai escancarado a elas com todas as probabilidades de conquistas. Acho que inteligência não é questão de sexo é simplesmente atitude diante da vida.Um abraço fraterno do poeta Itaitubense- Nazareno Santos

    ResponderExcluir
  8. Obrigada LuMenezes e Nazareno Santos!!!!!!

    Lu, o tanto que me expresso com palavras é o tanto que você se expressa por imagens!!!!
    Parabéns pelas fotos!!! Você sim, é uma grande artista!!!! Dizem que imagens valem por mil palavras, não é???!!!!!

    Lu, posso relacionar seu blog na minha lista de preferidos?!

    Nazareno, seja bem vindo!!! A casa é sua também!!! É de quem quiser!!!!! Um grande abraço.
    Volte sempre!!!!
    Vi já conheceu o delicioso Buteco do Lufe!!!!


    Voltem sempre e fiquem à vontade para comentar, criticar e trocar idéias!!!!

    Um abraço em vocês!!!!

    ResponderExcluir
  9. Lu Querida!

    Guria...tu és um gênio! Como ninguém sabes expressar o sentimento feminino, colocar os pontos nos "is" de maneira clara e objetiva.
    Fiquei muito feliz de teres pego meu "gancho" de implicância mútua(sadia) com o LUFE por causa do Imposto de Renda, e a partir da resposta dele escrever este texto fenomenal!
    Amiga, que inveja (saudável) dessa fluência maravilhosa que tens em escrever, fico imensamente feliz em ter entrato neste seleto mundo em que todos nós dizemos o que sentimos, sem ofensas, mas objetivos e verdadeiros!

    Demorei um pouco para vir aqui dar meu "pitaco" porque hoje é sábado, e os sábados para nós as mães sempre são cheios de tarefas para com nossos filhos. Feminismos à parte, por mais que sejamos bem sucedidas na vida nossos filhos ainda são nossa prioridade .....e isto tão bem escreveste no sábado passado!

    Lufe, teve que tirar o chapéu prá Lu...rs....parabéns!

    Rê.....onde andas? Completamente sumida!!!!!

    LuMenezes e Nazareno, legal vocês chegarem por aqui...aqui a LU é a dona do BLOG,mas todos nós nos sentimos tão a vontade que somos meio donos do cantinho....rs

    Beijinhossssssss

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu, obrigada por ir no meu blog, li seu post antes e o comentarei depois, adoro este assunto, é minha área de pesquisa questão de gênero ( masculino feminino)...rs

    acabei de vir do blog do LUFe, e aff, escrevi super séria um coment q simplesmente não foi...rs era um texto anônimo sobre a mulher...rs enfim vou dormir depois de um feriado do trabalhadopr que comemorei "carregando pedra"...rs bjs a todos/as e bom domingo

    ps; o Tribuna acima também comentou no LUFE, com certeza veio do blog do Dayan, meu amigo q tem meu blog listado...blog é pior q corrente...e viva a blogosfera...rs

    ResponderExcluir
  11. mas antes de ir...rs
    Lu, menina, depois q o LUFE disse que "pareço meio avariada" e vc me vem dizendo " que meu humor é quase insano"..aff..rs.. me preparando para a internação ...já aviso que quero a camisa de força cor pink...rs brincadeira, tá?
    e Sandra, não esqueci de vc...rs.. avisa da inauguração do seu blog p gente ir lá e eu colocar na minha lista

    ResponderExcluir
  12. Mais um post nota mil Lu!!!
    Nem tem o que comentar. Você já falou tudo...
    Sandra, estou por aqui... ;)
    Bjs mil

    ResponderExcluir
  13. Maga Patalógica2 de maio de 2010 22:22

    Luciana, é mto bom assistir você escrevendo. Admiro como é capaz de "tocar" as pessoas com o que fala de modo simples, maduro e pertinente.
    Para mim você disse tudo quando pontuou a infinitude das diferenças. Esta é a beleza da vida: a sua diversidade. Como disse Guimarães: "As pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas- mas que elas vão sempre mudando. Afunam ou desafinam. Verdade maior é o que a vida me ensinou"

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu

    Eu luto pelos direitos iguais aos diferentes...rs..

    luto pelo direito de fazer jiu jitsu, capoeira e ir depois arrumar os cabelos e unhas no salão...rs

    Luto pelo direito de sair com minhas amigas para tomar uma cerveja, sem ser importunada por homens q querem a todo custo sentar na nossa mesa sem ser convidado..

    Luto pelo preconceito contra as mulheres, preconceito esse q muitas vezes vem das próprias mulheres.

    luto contra os padrões impostos socialmente do "ser homem e do ser mulher"..ambos são idealizados e por isso frustram a todos que o querem alcançar, pq como ideal é inalcansável.

    Acredito que estes padrões impuseram aos homens a obrigatoriedade de serem sempre fortes, afinal homem não chora.

    por outro lado, houve a domesticação das mulheres, tornando-as dependentes primeiro do pai e após o casamento, do marido.Éramos objeto de troca.

    A inquisição não foi apenas uma caça às bruxas, foi a repressão violenta às mulheres que eram independentes, possuiam o conhecimento e tinham o respeito público,e isso era inadmissível para a época.

    As categorias foram divididas em masculino (homem, razão, cultura, objetividade, força) e feminino ( mulher, corpo, natureza, subjetividade fraqueza..etc), e além disso hierarquizadas, valorizando-se tudo q se relacionava à primeira em detrimento da segunda.

    Mas se na teoria isto foi possível, na nossa vida cotidiana não o é, pois homens e mulheres são corpo e razão, cultura e natureza, objetivos subjetivos, fracos e fortes, e tudo isso ao mesmo tempo...rs

    Somos contraditórios, não classificavéis,inacapazes de nos enquadrar em padrões, por uma única razão: somos todos singulares. Então luto pelo direito de ser eu mesma, sem medo de ser feliz


    beijos a todos/as

    ps: tem um livro interessante, caso alguém queira pesquisar sobre isso..Sexo e Temperamento, Margareth Mead, é um clássico da antropologia, a autora estudou 3 tribos diferentes na África, para provar a tese de q o ser homem e/ou ser mulher ´é uma construção cultural e não se fundamenta em aspectos biológicos

    ResponderExcluir
  15. Regina e Maga!!!!
    Obrigada por terem vindo!!!!!

    Obrigada pelo elogio!!!!!

    Sandra minha querida, não sei em que texto e nem para quem, você disse que esse blog é "meio" nosso....
    Vou te corrigir, é INTEIRO de todos nós!!!!!

    Vocês me apóiam, me inspiram, me alimentam e me provocam (né Lufe???!!!!)...

    Eu, mais uma vez, só tenho a agradecer todas vocês, viu Cláudia???!!!!! Você também!!!!!

    E Born!!!!
    Seu texto é incrível, suas colocações perfeitas!!!!
    Obrigada pela sua presença por aqui...
    Venha sempre, volte sempre, comente sempre...

    Minhas queridas e meus queridos...
    Quero dizer que às vezes não posto por falta de tempo, às vezes não posto porque o texto simplesmente não sai....

    Tenho assuntos mil para falar, mas nem sempre eles se verbalizam, tá???!!!!

    E, para postar mal feito, prefiro não postar...

    Um beijo no coração de todos vocês....

    ResponderExcluir