quinta-feira, 10 de junho de 2010

Humano, porém divino....

Eu era pequena e você já era imenso...
Era imenso em todos os sentidos... Você era adulto, era alto, era o maioral, era a personificação da perfeição, era absoluto, era tudo... Você era um ídolo... Um mito, um herói, um Deus...

Eu me tornei adolescente e você se tornou o Deus intangível... Você se tornou insuportavelmente demais e inacessível para mim... Como ser como aquele gigante?! Como me tornar alguém com tantos méritos, com tantos créditos, com somente qualidades?! Como ser alguém tããão capaz como você?! Ahhhh não!!!! Melhor e mais sensato eu me rebelar, me revoltar e ir na contramão disso tudo... (Graças a Deus!!!!! Se eu tentasse fazê-lo, definitivamente, eu seria frustrada, principalmente pela idealização e pelas nossas naturais diferenças)...

Eu cresci e agora posso ver você um pouco melhor... Sob uma ótica mais humana, mais verdadeira... Eu hoje posso, um pouco mais, dar a você o seu devido valor!!!!!

Você não é Deus, você nem é um mito... Que bom para nós (eu e você!!!). Você é lindo demais, mas não é o mais bonito da face da Terra (por décadas eu pensei que fosse - apesar que com certeza está entre os 10 mais na minha seleção!!!!!!!!)... Você não é perfeito, você erra infinitamente... Penso que seja um alívio para você que eu reconheça isso, pois sei o que é estar no ideal de perfeição de alguém - só hoje sei!!!!!

Você tomou algumas atitudes que tiveram desdobramentos muito difíceis para mim, mas eu tenho que te agradecer, pois isto também contribuiu para fazer de mim essa mulher linda que sou...

Eu trilho o meu caminho e quero ser a melhor possível. E os caminhos são cheios de pedras... O que faz deles um verdadeiro caminho... Você trilhou o seu caminho, e sei que as pedras no seu caminho foram bem mais ferozes que as minhas e você foi brilhante, do seu jeito, no que deu, o tanto que deu, quando deu....

Hoje não vejo um Deus mas vejo um homem completo - com vitórias e derrotas... Glorioso nas suas qualidades e humano nos seus defeitos... Hoje eu vejo você como fruto de Deus. E pra mim é impossível conceber alguém que na função desempenhada na minha própria vida, tenha sido tão competente quanto você - digo isso com uma visão holística e sei que você compreende esta dimensão... Você não é perfeito mas você é um grande mestre.... E bem que você disse que eu só reconheceria esse mestre muitos anos depois... Sabedoria de um Mestre!!!!!!!

Obrigada pai.... Você é o ser humano mais divino que eu conheço!!!!!

14 comentários:

  1. Olá todos!!!!!
    Quero dar as boas vindas ao José Ramon!!!
    E novamente à Cecy, que se tornou seguidora... A minha irmã Maria... Entããão!!!!!!! Demorou....

    Um beijo enorme na minha querida amiga Sandrinha!!!! Vi seu recadinho no orkut... Deve estar gelado em Joinville!!!!! Estou bem... É que a inspiração nem sempre vem....

    Como diz minha adorável Re - parafraseando Raul: aquela metamorfose ambulante!!!!!!!

    Meu querido Lufe!!!! Que botequinho gostoso!!!! Genteeee!!! Quem não foi, recomendo... Maria Cecília, vá lá... Você vai adorar!!!! É mineiro como nós!!!!!

    Um beijo no coração de Concha, LuMenezes, Born, Maga e todos vocês que passam por aqui....

    ResponderExcluir
  2. Oi minha relações publicas querida.
    Como você consegue falar de forma clara e simples sobre assuntos intensos. Acho linda a forma como você declara o reconhecimento da vulnerabilidade da pessoa humana que lhe serviu e serve de espelho. Você agora o vê em toda sua plenitude de pai herói, modelo, na busca do seu crescimento pessoal, com erros e acertos, mas sempre com atitudes que auxiliaram e direcionaram a formação das cabecinhas voltadas para ele, carentes de aprovação. Hoje você reconhece o homem atrás do ídolo, e isso é bom demais. Você hoje, como mãe, pode sentir a responsabilidade de estar no pedestal frente a olhinhos brilhantes que te observam em todas as suas atitudes. É muito legal quando o mito é transformado em ser humano, descendo do Olimpo e se transformando em um simples mortal, mas com a admiração e respeito conquistado ao longo dos anos através de um comportamento ético, integro e amoroso. E hoje você sabe também que são os exemplos que nos eternizam, mesmo que em certas fases da vida alguém nos ache caretas.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Minha doce Lu...
    Esse texto eu não vou comentar por razões muito pessoais.
    Mas, como sempre, vc se supera
    Escreve como quem mostra a alma
    Se desnuda e se liberta, nos libertando consigo...
    Lindo texto, minha linda amiga
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. menina, esta net aqui está uma coisa...rs...toda vez q tento enviar coments, trava e tenho q fechar o explorer, enfim. O coment anterior deletado foi meu, pq aff.. exagerei na falta de coordenação motora hahaha digitando rápido troco as letras

    Amei o texto, é engraçada esta relação pais/mães, filhos/as e como elas se transformam no decorrer das nossas vidas. Colocarei aqui a minha experiência...pq em se tratando de relações humanas, é muito subjetivo.

    Quando crianças, os vemos como superheróis, sempre prontos a nos defender...

    na adolescência, pelo menos comigo...rs..foi uma relação de amor e brigas constantes para q meus limites de liberdade...rs fossem ampliados, hoje vejo q estas " brigas' serviram p q eu valorizasse a liberdade q conquistei e a usufruisse com maturidade.

    Na vida adulta, como vc bem colocou é q percebemos quem melhor quem são nosso pais...embora nunca podemos dizer q o conheçamos verdadeiramente.

    Da mesma forma, acrescento q eles também não nos veem mais como "o vir a ser"...não idealizam o q devemos ser, pq já somos e eles também devem nos amar, apesar de não termos realizados os desejos ou as expectativas do q eles consideravam melhor para nós. Então nesta fase ocorre a aceitação de ambos os lados e o amar ao outro apesar dos inúmeros defeitos q todos temos

    Enfim, como sempre digo...rs se nem papai e mamãe me "consertaram", me fizeram mudar o q eu queria ser, perda de tempo alguém querer "tentar" fazê-lo...rs até pq ninguém muda ninguém, so podemos muda a nós mesmos.

    beijos a bom finde

    ResponderExcluir
  6. Lu Querida!
    Cá estou eu de volta, em minha querida Porto Alegre(geladíssima hoje) e em minha vidinha...
    Foram dias maravilhosos na casa de minha tia, tipo assim, amor sem restrição, nem cobrança, só troca de carinho por carinho mesmo, algo sem preço, sem palavras, algo inexplicável!Amor por amor mesmo!

    Querida, não tens idéia do quanto teu texto atingiu me coração!
    Tive uma relação muito intensa, forte e conturbada com meu pai(eu e meus irmãos).
    Para os outros ele era um herói! Uma pessoa respeitadíssima na entidade anônima em que se dedicava....Para a família um ser difícil de conviver, alguém que nos dava sérias dores de cabeça, que nos fazia sofrer, mas que até o fim não desistimos de tentar amá-lo e consertar seu caminho.
    Confesso que senti uma ponta de inveja no que tu escreveu, não me leve a mal, meu pai nos amou a sua maneira, mas nos fez sofrer muito.
    Por outro lado fico feliz por teres vivido e por viveres uma bela relação com teu pai, isto é tão difícil na vida real! Aproveite muito! A vida é curta! Abrace, beije e ame!

    Amiga, aproveite esse dom maravilhoso que Deus te deu! Colecione teus textos, faça um livro!
    Tens a sabedoria de expressar sentimentos que todos nós temos, mas que não sabemos expor!
    Não desperdice esse talento!
    Escreva, escreva e escreva!

    Tuas palavras são humanas, cheias de verdade! É saboroso, prazeroso ler o que escreves!

    Beijo querida.......BOM FINDI!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lú!Vc é que é demais. Sem palavras!Vc sabe que te amo muito!
    Bjão!
    Déry

    ResponderExcluir
  8. Lu,

    Este, sem dúvida, é o meu texto predileto! Tenho sentimentos muito parecidos com os seus no que diz respeito ao Papai, e sei que nunca foi, nem nunca será fácil desvendá-los. Bjão, Cecy

    ResponderExcluir
  9. Estamos com saudade dos seus posts

    ResponderExcluir
  10. Oi menina, saudades de vc e dos seus textos, mas é assim mesmo...rs..comigo as vezes em um dia faço 4 posts, aí passo duas semanas "muda"...rs...so em abril q mantive a regularidade, mas é pq vivia no pc trabalhando meio estressada....aí meus neurônios ficavam "insanos" (adorei essa sua definição...rs) e tinham q escrever abobrinhas p relaxar.

    Estou bem agora, so em sala de aula q é o q me realiza e espero q vc também esteja bem...bjs e bom finde

    Agora est

    ResponderExcluir
  11. Cadê você, amiga? Estou com muita saudade dos seus textos lindos. Espero que essa pausa te fortaleça e a abasteça de idéias para novos posts.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. GURIA........está na hora de voltares!!!!!!!!!!!!!!!Estamos carentes!!!!!!Beijinhosss

    ResponderExcluir
  13. Como pai achei de forte significação, 'Glorioso nas suas qualidades e humano nos seus defeitos'. É um grande elogio dado ao pai.
    Jefhcardoso do
    http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir